Garota Interrompida - Resenha

Garota Interrompida
Autora: Susanna Kaysen
Editora: Única 

 Bom, vou começar falando pela capa, achei muito interessante na arte da capa, mesmo que não dar para ver pela foto, mas ao fundo tem varias coisas escritas, a cor também chama bastante atenção. O titulo de cada capítulo, tem este mesmo efeito da capa de folha rasgada, outro detalhe que gostei bastante no livro.

 A história contada neste livro é baseada em fatos reais, a história da jovem Susanna Kaysen que tinha apenas 18 anos, quando tentou suicídio (na verdade ela tinha era o hábito de se cortar, mas consideraram isso como tentativa de suicídio, o que para ela não era verdade), foi então se consultar em um terapeuta, que teve uma analise nada convencional, e diz ele que descobriu nela depressão aguda, que ela estava mergulhada na fantasia, tinha ideias suicidas, entre outros. E por esse motivo a obrigou ir ao mesmo momento para um hospital psiquiátrico.

 Internada voluntariamente achando que ficaria lá por apenas algumas semanas, mas o médico avisa ao hospital que o tratamento dela deveria ser de três anos. Lá ela conhece várias jovens internas, que também são consideradas loucas, mas Susanna não sabe se realmente acredita em sua loucura. Outras das internas acreditavam que a loucura realmente aconteceu quando foi internada naquele hospital.

 O que achei mais interessante no livro são as fichas de Susanna, que são ilustradas durante o mesmo, conforme os acontecimentos. Neste livro há muitas cenas chocantes, que mostram a loucura das internas, mas em outros momentos mostram o quão lucidas elas são, e que ficaram loucas ao conviver naquele local e de utilizar das medicações que são utilizadas. O que deixou a desejar é o fato do livro enrolar um pouco a história e acaba se tornando cansativo.

 É realmente utilizada a história verídica de vida da autora, que de 1967 a 1969 ficou internada em um hospital psiquiátrico, e com suas experiências naquele local escreveu este livro.

 Este livro inspirou um filme, que foi lançado em 1999 e suas atrizes eram: Winona Ryder como Susanna Kaysen; Angelina Jolie como Lisa; Elisabeth Moss como Polly; Clea DuVall como Georgina. Este filme deu a Angelina Jolie o Oscar de melhor atriz coadjuvante.

Avaliação: 

-- 

0 comentários: