Ao Velho Poeta: Homenagem ao Centenário de Vinícius de Moraes - Por Lucas Barata



No dia 19 de outubro de 1913, veio ao mundo um certo alguém dotado de tanto potencial, mas tanto potencial que sua vida inteira foi um palco. Nós, apenas felizardos transeuntes vendo seu próprio espetáculo, e mais: sendo agraciados com o saber, a alegria e as histórias do poetinha. Aos mais próximos, um grande amigo. Às suas mulheres, uma energia pulsante de vida chamada amor. Vinícius foi um homem especial porque nos tocava e mostrava a todos os momentos impactantes da vida. Hoje, mesmo que alguns dias depois, gostaria de homenagear o grande Vinicius de Moraes com uma certa poesia.

Ao Velho Poeta

Dos grandes
Foste um dos maiores
Aquele que não só brilhava
Mas ninava sua pátria
Com os feitos que fazia

Aquele que ensinava
Pela Luz dos Olhos Teus
As belezas da vida
O Mais Que Perfeito
Poeta em sabedoria
Que vivia intenso como te quero vida

"Menina bonita, pr'onde é que cê vai? Menina bonita, pr'onde é que cê vai?

E o poetinha foi atrás
Seguia suas belezas meninas
Grandes mulheres
Contando sempre
O Mundo que via

Hoje é seu dia
E tudo logo vale a pena
Quem diria
Que tanta ousadia
Já era o prêmio de se estar aqui

Hoje é o dia
Em que a poesia
Ganhou um amor
E ela nunca mais
Desenamorada estará

Parabéns ao poetinha
Um dos poucos
Que em sua estadia
Foi e ficou
Pra tudo mudar.


0 comentários: