Um a Dois - Por Lucas Barata

Um a Dois – Breves Entrevistas Com Homens Hediondos + Like Swimming

Saudações, leitores! O “Um a dois” é um post especial que vem indicar para vocês a mistura de duas maravilhas em nossas vidas: a literatura e a música. Nunca pensou em como uma certa narrativa te dá uma sensação de ambientação musical? Como se ali só faltasse o som para completar aquela experiência? Eu tenho esse comichão no cérebro às vezes e sinto, lendo livros específicos, essa necessidade de armar a trilha sonora da obra. Por algumas vezes me vi fazendo essas associações espontaneamente e fiquei realizado com os resultados. Bem, aqui está a sessão das minhas descobertas quando eu caio de cabeça nessa orgia sensorial.

BREVES ENTREVISTAS COM HOMENS HEDIONDOS(David F. Wallace) & LIKE SWIMMING(Morphine)



Para quem não conhece, David Foster Wallace é um escritor moderno que tornou-se conhecido pelo seu excêntrico jeito de escrever. Entre suas ironias, metalinguagem, discurso livre e as paredes de rodapés, David falava muito das relações humanas na atualidade com uma voz dramática, maníaca e cômica e tem todo o crédito por levar a prosa pós-moderna a outro patamar. No livro Breves Entrevistas com Homens Hediondos, David reuniu uma série de contos focados nos dilemas e taras humanas mostrando por todo livro sua habilidade de tocar temas tão profundos e atormentações íntimas. É uma leitura interessante por sermos sempre surpreendidos pelo modo com o escritor encaminha o texto. É sempre inesperado e um tanto confuso, mas a beleza é maior e impossível não notar a qualidade do que se lê. Não é um livro imenso, mas requer que o leitor se acostume com seu ritmo.



Quanto ao Like Swimming, é o quarto e penúltimo álbum da banda Morphine. Dotada de uma linguagem única, Morphine faz um algo meio rock, meio jazz envolvido em uma ambientação smooth, suave, ritmada e, por vezes, melancólica. O álbum segue essa proposta e está recheado de ótimas canções – num ritmo formado por um baterista (Billy Conway), um saxonifsta (Dana Colley) e o vocalista/baixista(Mark Sandman) – como “Early To Bed”, “Like Swimming” e “Empty Box”. A banda já terminou devido à morte em palco de Mark Sandman, mas deixou esse e outros álbuns como relíquias musicais, tendo o Morphine conseguido obter seu reconhecimento pela originalidade e criatividade em misturar ritmos com uma formação tão inusual.





Misturar estas duas obras foi muito interessante. Eu espero que todos deem uma chance para esse experimento pois ambos os trabalhos são criações enriquecedoras, obras que merecem ser apropriadas pelo nosso âmago. Deixo vocês com o clipe da musical “French Fries With Pepper”, também do Like Swimming.





2 comentários:

  1. Ler ao som de boa música é uma atividade que, confesso, às vezes me confunde. Talvez desvantagem de uma mente que se distrai com qualquer ruído, e então os olhos ou os ouvidos trabalham pela metade. Mas tenho feito, e tem dado certo. O resultado é bom mesmo!
    E, apesar de ter acabado de conhecer o Cabana do Leitor, bem vindo, Barata, á sua nova casa!

    Thainá

    ResponderExcluir