O Grande Gatsby Com Diego Lanza

BEM, passei um tempo considerável afastado das analises cinematográficas. Mas voltei. Preciso superar minhas crises e as letras, os livros e os filmes sempre me ajudaram nisso. Espero que possa continuar atrás das analises de filmes e trazer pra todos um pouco da minha opinião para discutirmos bom e velho cinema!
Segue uma breve resenha dos filmes que vi nesse período. Espero, ao longo da semana, conferir os últimos lançamentos e poder resenha-los também!!!
DIEGO LANZA

O Grande Gatsby
Lançamento
Dirigido por: Baz Luhrmann
Gênero: Drama , Romance
Nacionalidade: Austrália , EUA

O filme de Baz Luhrman segue totalmente sua cartilha. O exagero, as cores fortes. A trilha, que se entrelaça fortemente com a historia, com a narrativa. Canções belíssimas de Florence Welch (da Banda Florence And the Machine) e de Lana del Rey, além da dançante Little party never kill nobody, de fergie, compõe essa adaptação primorosa da obra de Fitzgerald. Não li o livro, mas comprei. Logo, não pude analisar o filme do ponto de vista de uma adaptação, mas enquanto filme possui um roteiro bacaninha, e interpretações lindas. Leonardo DiCaprio cada vez mais demonstra seu talento inquestionável e apresenta um Gatsby cheio de paixão e medo. Carey Mulligan está perfeita. Vulnerável e tola na medida certa, faz uma Daisy interessante, contida em alguns momentos, histérica em sua reta final. O 3D do filme funciona em seu início e final, e também nas cenas de festas – onde lembramos muito de Moulin Rouge. O filme trabalha a temática da corrupção pelo dinheiro brevemente, alinhado à evolução do jazz (enquanto ouvimos um pouco de Hip Hop numa analogia bem interessante). O final do filme deixa um gosto amargo na boca, e me deixou preso na cadeira por alguns segundos depois das luzes se ascenderem. Certamente comprarei em DVD quando sair. 









Star Trek – Além da Escuridão
Lançamento: 14 de junho de 2013 (2h 10min) 
Dirigido por J.J. Abrams
Nacionalidade: EUA

No novo Filme da Série Star Trek (série que não acompanhei, mas lembro de ter visto alguns episódios na sala da casa da minha madrinha quando era pequeno) traz um bom roteiro e boas e angustiantes cenas de ação. Traz um vilão poderoso e perigosíssimo (tanto é que em muitos pôsteres de divulgação do filme no Rio tinham o vilão apenas). A tripulação de Star Trek está de volta, e após uma abertura que já diz a que o filme veio, acompanhamos os personagens em meio a erros e manobras políticas e corruptivas (que caem bem no roteiro em nosso momento globalizado atual), acabando tendo que se resolverem quanto a um grande risco. Não dá pra dar grandes detalhes do enredo sem estragar surpresas, mas posso elogiar a direção de arte, os efeitos, a direção correta de J.J Abrams e os atores. Zachary Quinto faz um Mr. Spock sempre interessante, e Chris Pine mostra mais do que simples beleza. A relação de amizade entre os personagens ganha contornos mais dramáticos e situações conflituosas, mas que permitem a narrativa ser mais profunda quanto à seus personagens. Um bom filme de Ficção Cientifica, com personagens que são muito queridos para muitos Fãs.





 Antes da Meia-Noite
Lançamento: 14 de junho de 2013 (1h 48min) 
Dirigido por Richard Linklater
Gênero: Romance , Drama
Nacionalidade: EUA , Grécia

Este terceiro exemplar da belíssima série (que ao meu ver são praticamente os melhores filmes de romance de Hollywood) Antes do amanhecer / antes do pôr-do-sol traz um forte quê de realidade a este romance. Se os dois filmes anteriores têm desfechos em aberto, este termina sem necessariamente uma pergunta. Aqui, Ethan Hawke (que envelheceu muito mal) e Julie Delpy estão mais do que à vontade na pele dos personagens tão queridos pelos cinéfilos. Em antes do Amanhecer, eles são jovens, impetuosos, impulsivos. Em Antes do por-do-sol há uma certa vergonha, são jovens adultos contidos. O terceiro filme nos traz personagens bem amadurecidos, mas cheios de outras paranoias e questões que se infiltram na rotina do casal envenenando aquele clima de romance tão bonito que vimos nas outras películas. A convivência e o poder de conhecimento sob o outro são retratadas com fidedignidade, e aquelas discussões nas quais você pode com muita facilidade ferir o outro com frases aparentemente triviais estão aqui. A implicância. As discussões que começam com um fato banal e trazem à tona antigos ressentimentos também. Mas também estão presentes a espontaneidade e os olhares carregados de admiração e carinho. A paciência causada pelo Amor, e as dúvidas geradas pelo desgaste. Os três filmes juntos são um lindo retrato de uma relação amorosa, que evolui bem gradativamente da idealização para a realidade, às vezes, um tanto amarga. O mais incrível nos filmes é que o intervalo para a realização de cada um deles, corresponde ao exato tempo de amadurecimento dos personagens. É cinema com toda sua magia e poesia. É um filme imperdível!


Universidade Monstros
Lançamento 21 de junho de 2013 (1h 44min) 
Dirigido por Dan Scanlon
Gênero Animação , Família
Nacionalidade EUA

A máxima “a Pixar nunca erra” sempre foi algo dito sobre esse estúdio que produziu obras primas como Rattattuile e Wall-E, entre outros. Eu não vi Carros 2, então não posso dizer se a pixar errou mesmo na mão, mas foi um filme que não agradou tanto a crítica. Assim como Valente, que tem uma estrutura de roteiro que leva mais de meio filme pra engrenar, mas tá bem longe de ser ruim.so que, UM é SENSACIONAL. Há uma cena, no clímax do filme, que Mike e Sully conversam próximo a uma lagoa. É uma conversa tão tocante e tão adulta que é assombroso que esse roteiro consiga tão habilmente agradar as crianças e aos adultos. É lindo. A historia da construção de projeto de vida de Mike e seus esforços para conseguir conquistar seu sonho são profundamente inspiradores e belos. O roteiro é magico e constrói com tranquilidade a parceria dos dois monstros, desenvolvendo seus arcos dramáticos com sabedoria ao longo da projeção. É um filme lindo, com uma lição maravilhosa e funciona perfeitamente como um filme em si, e não apenas como prelúdio caça-níquel de Monstros S.A.






0 comentários: