Conheça o Próximo Duelista, "Bullying Matando Aula" Concorre Nesta Segunda


Sinopse:

Uma sala de aula de um colégio público tem a surpresa de conhecer a morte sem precedentes, quando um homem mascarado entra armado de um revólver e decide que este será o último dia de aula.

Durante os momentos fatídicos, os estudantes mostram-se tão macabros quanto o estranho que os colocara na mais desesperada situação de suas existências. Ódio, medo, amor, preconceito, racismo. Imperam as diferenças sociais entre alunos que fariam de tudo para sairem ilesos. Inclusive matar seus colegas.

Um retrato da sociedade educacional do Brasil.

Um episódio que possui tentáculos em todas as direções que se pode imaginar.

Chacina é a palavra-chave para por um fim a tudo

Resenha:
"O autor consegue nos fazer enxergar a realidade pela história, o que às vezes é muito difícil de acontecer"
 Gostei muito da capa, pois ela causa um grande impacto no leitor, e junto com o titulo, deixa o leitor com certa curiosidade para saber sobre o que o livro vai fala, e neste ponto já gostei muito!

 O livro contém uma linguagem um pouco pesada, mas isso ocorre pelo fato da história se passar em uma escola pública no interior do Brasil, onde estudam adolescentes com alto índice de marginalidade e além de tudo muito preconceituosos. 

 A história é muito bem escrita, e de fácil entendimento, como é dito no titulo, a história se trata sobre o bullying, um assunto bem atual e que vem arruinando a vida de muitas pessoas, como aconteceu com o personagem Carlinhos, que após sofrer bullying na escola, e acabar ficando deformado fisicamente e psicologicamente, se revolta e quer se vingar de tudo que sofreu. Então sequestra uma sala inteira, de adolescentes problemáticos e marginalizados, de uma escola pública da pequena e pacata cidade de Francisco Alves do Sudoeste, uma pequena cidade do interior.

 Entre a história de Carlinhos é contada também, a história de cada um dos alunos, que os principais são: André (o gordo), Marcelo (mecânico "fortão"), Nathanieli (a alcoólatra), Clóvis (o negro), Margarida (a “antenada” riquinha), Samuel (o crente fanático), Enrique (o gay), Gerusa (a única virgem) e Tigela (a prostituta). A sala era composta por alunos que se agrediam fisicamente e verbalmente, e os mais fracos sempre saiam perdendo.

 Carlinhos quer descontar agora, tudo o que ele passou na infância, e escolheu está sala, pelos alunos que estão nela, para mostrar a eles como são serem animalizados, que não respeitam ao próximo e nem a si mesmo, que parece não serem racionais.

 É uma história muito interessante, é difícil não gostar, pois é um livro que mostra certa realidade do mundo atual, gostei muito mesmo!!! O autor consegue nos fazer enxergar a realidade pela história, o que às vezes é muito difícil de acontecer, a história é muito interessante, vale a pena ler!

Resenha Feita Por: Brena Ellen 

0 comentários: